A contratação de profissionais demanda hoje das empresas a adoção de processos de recrutamento cada vez mais otimizados e livres de burocracias manuais, que tornam o RH mais estratégico, e tecnologias que tornem o recrutamento amigável, melhorando a experiência dos candidatos.

A CustomerX, startup que usa a tecnologia para auxiliar as equipes de customer success a gerenciarem o sucesso de seus clientes, saiu de um processo manual para um processo estratégica, mudando completamente a sua forma de recrutar, que agora é mais simples e eficiente para o RH e amigável para os candidatos.

As “dores” da CustomerX eram: falta de candidaturas, gestão ineficiente dos processos e falta de comunicação com os candidatos. A startup acabou encontrando na plataforma oferecida pela abler, empresa criada por profissionais das áreas de Recursos Humanos e Tecnologia com o objetivo de conectar empresas e candidatos, a solução para esses problemas.

Leonardo Superti, CEO da Customer X, comenta que “a qualidade das informações (dos currículos) era terrível, até para ter um filtro inicial era difícil ter alguma noção. Poderíamos perder candidatos excelentes por terem um currículo mal construído”.

O RH da CustomerX realizava o processo de recrutamento por meio de formulário no site da empresa e recebia também currículos por e-mail. “Esse tipo de seleção é extremamente lento e nada prático, além de facilitar a perda de informações importantes como dados de candidatos e até currículos inteiros”, aponta Alisson Souza, CEO da abler.

A triagem dos currículos era feita de forma manual e sem nenhum tipo de classificação. Ou seja, só era possível saber se o perfil realmente tinha as competências necessárias analisando meticulosamente cada uma das candidaturas. “Lembrando que, quando cada pessoa produz seu currículo em PDF, é claro que todos vão ser diferentes uns dos outros. Então isso contribui para que as análises de currículos demorem ainda mais, e pior, sem um padrão de triagem fica mais fácil cometer erros e deixar passar currículos relevantes. Assim, esse trabalho poderia levar semanas”, completa Alisson.

Outro grande problema apontado por Superti era o fato da CustomerX sofrer com uma gestão de processos pouco eficiente. “Com a ferramenta da abler, agora nós temos um Kanban super funcional para identificar e classificar os candidatos, além da centralização das anotações sobre nossas percepções”, atesta o CEO da startup de customer success.

Ele comenta que com a disponibilidade de customizar as etapas do seu processo, ficou mais fácil centralizar e gerir mais de um processo seletivo, o que otimiza o trabalho e reduz as chances de erros.

Outro problema enfrentado pela empresa era não conseguir dar feedbacks para os candidatos. A solução foi a adoção de uma funcionalidade da ferramenta da abler que facilita o contato com os candidatos. “Essas automações facilitam os retornos sobre os processos e simplificam a comunicação com os candidatos por WhatsApp e envio de e-mails dentro da própria plataforma”, detalha Alisson.

Superti reconhece que agora os processos seletivos se tornaram muito mais humanizados. “Todos os candidatos recebem um feedback ao final do processo, já com alguma dica do motivo pelo qual ele foi desclassificado, como por exemplo, a falta de experiência para a vaga e pretensão salarial acima do previsto”, comemora o CEO.

Automação de processos de negócios movimentará mais de US$ 8 milhões até 2026

O fator humano na jornada da hiperautomação

Por que contratar um software de Customer Success?