A Botmaker lança este mês a funcionalidade de tradução nas conversas via chatbot. Desenvolvida com exclusividade pela Botmaker, a novidade vem em linha com a demanda por soluções que permitam uma fluidez cada vez maior nas interações entre empresas e clientes.

Com a tradução automática, a Botmaker oferece uma ferramenta adicional estratégica para que as empresas estabeleçam conversas com os consumidores ou clientes, independentemente do idioma. A ferramenta está habilitada para traduzir todos os idiomas disponíveis no Google Translator e torna a comunicação ainda mais eficiente nas mensagens via chatbot no Whatsapp e Messenger, tanto do Facebook como do Instagram.

A mecânica é bastante simples: ao receber uma mensagem, o atendente da empresa é informado sobre o idioma utilizado pelo cliente e configura o sistema para responder no mesmo idioma. A diferença é que o operador segue interagindo em sua língua de preferência, que será traduzida para o cliente pela ferramenta da Botmaker. Na prática, o sistema entende e traduz o conteúdo de acordo com a necessidade de quem envia a mensagem.

A funcionalidade é resultado do desenvolvimento da Botmaker a partir do uso de sua tecnologia própria de inteligência artificial, o que permite à startup proporcionar soluções personalizadas e inovadoras. "A tradução permitirá às empresas interagir com clientes de diferentes países, de qualquer ponto do mundo e promover uma experiência de atendimento personalizada para o consumidor", comenta o CTO da Botmaker, Hernán Liendo. Segundo ele, cada vez mais a IA e o machine learning vão ajudar o bot a entender as intenções do usuário, por meio da combinação de ferramentas e tecnologia. "Cada conversa entre cliente e empresa é fundamental para evoluirmos nas interações, para que se tornem mais fluidas e naturais", completa.

Antivírus - Além da tradução, a Botmaker lança a funcionalidade de antivírus, que permite às empresas integrarem seu canal de mensagens com um sistema de varredura de vírus e outras ameaças cibernéticas. Sempre que o cliente enviar uma mensagem com imagem ou vídeo anexo, o arquivo será escaneado pelo antivírus ClamAV, mecanismo que detecta trojans, vírus e malware, por exemplo, garantindo a segurança do chatbot. A funcionalidade está disponível para chatbot e live chat (conversas em chats online em sites).

Pode te interessar

Humanização dos chatbots é tendência da automação

Inteligência artificial nas empresas: 5 perguntas e respostas sobre o chatbot

Chatbots também devem se adequar a LGPD