O consumidor brasileiro de imóveis está cada vez mais bem informado e exigente. Uma recente pesquisa apontou, por exemplo, que 54% desse público tem ensino superior ou mais. Além disso, 46% está adquirindo uma segunda residência. Por isso, valorizar o cliente para garantir relacionamento de longo prazo é fundamental. E o momento da vistoria e entrega de chaves é estratégico neste processo.

De acordo com Silvio Etges, gerente de produtos da Teclógica, empresa que desenvolve o software de mobilidade Mobuss Construção, facilitar o processo através da tecnologia é primordial. “Utilizar uma tecnologia que permita a consolidação do histórico da obra, bem como a integração de informações e checklists de vistoria é um grande diferencial. Junto com a construtora, o cliente vai analisar e anotar possíveis alterações ou pedidos de reparo no próprio dispositivo móvel, podendo registrar fotos e pins de localização. Todos os dados são enviados para a equipe de reparos em tempo real, o que mostra a preocupação da construtora no que diz respeito ao relacionamento com o cliente. É um processo menos burocrático e muito mais seguro, pois os registros são transparentes e estarão à disposição de ambas as partes”, destaca.

A Embraed, construtora de alto padrão do litoral catarinense, é um exemplo de empresa que adotou a digitalização para fortalecer o relacionamento com o cliente. Com apoio do Mobuss Construção, a companhia eliminou o uso de papel e passou a fazer todos os registros via dispositivo móvel. Ganhou em agilidade e confiabilidade de dados, fácil classificação e atendimento de demandas.

Os benefícios que a solução de mobilidade traz são essenciais para a transformação digital dos processos. Ganhos com relação à precisão e confiabilidade das informações registradas, torna a recuperação do histórico da informação mais fácil. Contar com mais rigor nos processos de vistoria, com dados consolidados, registros completos, com fotos e marcações, além de envios das informações rapidamente para a central, os pedidos de assistência também reduzem.

E depois da vistoria e entrega de chaves?
A norma de desempenho NBR 15575, que trata do desempenho de edificações habitacionais, especifica as garantias mínimas dos diversos sistemas construtivos aplicados na construção. Baseado nela, a construtora precisará prestar um serviço de Assistência Técnica e efetuar eventuais ajustes na unidade do cliente quando estas garantias não forem atendidas.

Para garantir transparência neste processo, ter todo o histórico do imóvel disponível significa tomar ações e decisões baseadas em fatos. O Mobuss Construção extingue a necessidade de redigitação e perda de tempo com a compilação dos dados, a tecnologia permite gerar relatórios customizados. A construtora ganha controle da informação, o acompanhamento de estatísticas, relatórios, metas e desempenho, além da retroalimentação para melhoria contínua dos processos. O investimento na tecnologia não é alto: pode representar 0,02% do investimento total de uma obra. E traz como ganhos redução significativa de intercorrências, mais satisfação do cliente, que vê os processos muito mais claros e ágeis e mais facilidade no acesso das informações para a tomada de decisão.

Pode te interessar

Mageda Transformação Digital realiza primeira entrega de chaves via drone, no paísEspecialistas debatem o relacionamento com o cliente no ambiente digital

Tendências para o relacionamento com o consumidor 4.0 pós-pandemia