As grandes empresas buscam novas tecnologias e inovação para se adaptar ao crescimento do mercado e às exigências de seus clientes. Empresas no ramo de tele atendimento principalmente, têm adotado estratégias personalizadas que integrem com as suas aplicações existentes para garantir uma melhor experiência do cliente e acelerar os processos.

A URA (Unidade de Resposta Audível) que está em alta no mercado, se destaca por proporcionar rapidez no atendimento e entrega de resultados, podendo validar informações, solicitar endereços, enviar segunda via de boletos, além de outras ações que antes só poderiam ser realizadas por um humano. Um robô pode auxiliar um agente reduzindo ações redundantes e permitindo que o operador atue em demandas especificas de modo que garanta a qualidade no atendimento.

Segundo o CEO da Comunikime, maior parceiro Aspect Latam, Cesar Leitão, “o robô é vantajoso tanto para o cliente quanto para as empresas já que substitui um humano com script robotizado com um custo mais elevado por um atendimento mais ágil dispensando fila de espera ou perda de tempo por ambas as partes”.

Em entrevista ao Jornal Nacional na última semana, a Anatel informou que houve crescimento das reclamações direcionadas às empresas que utilizam robôs em decorrência das inúmeras ligações interrompidas após o atendimento.

Importante destacar que os robôs respeitam as estratégias desenhadas, logo, “se utilizadas de maneira preditiva como recomendado, as discagens serão iniciadas com base na disponibilidade dos agentes disponíveis para o atendimento imediato, evitando com isso a interrupção de chamadas sem atendimento”, informa Leitão.

É indispensável que os robôs sejam geridos por profissionais com expertise nesse segmento.

Em 2017, a Comunikime conquistou o Prêmio Best Performance com o case “Como melhorar a performance e reduzir custos sem robotizar a operação”, demonstrando que a Ura quando utilizada de forma correta é eficiente e agrega valor para as empresas de Contact Center, sem desrespeitar o cliente como noticiado.

Mais sobre o assunto

A robotização veio para ficar!

Robôs humanizados? Ou Robôs tentando ser humanos?

O novo profissional de atendimento treinará o robô ao invés de atender