Há uma revolução tecnológica acelerada nos meios de pagamento digital. À medida em que a necessidade utilizar cédulas de papel diminui, surgem no mercado global soluções tecnológicas que ajudam empreendedores e consumidores a realizar suas transações de maneira fácil, rápida e confiável. Para orientar os pequenos negócios, o Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae/SC apresenta um relatório sobre as tendências e vantagens dos meios de pagamento digital para o comércio varejista.

Para quem tem uma empresa de pequeno porte, é mais fácil se adaptar às mudanças do mercado do que uma grande corporação que ainda não utiliza meios de pagamento digital. Esta tecnologia proporciona um melhor atendimento ao cliente, deixando o serviço mais personalizado - as plataformas de pagamento guardam o histórico de consumo dos clientes, possibilitando a criação de estratégias mais assertivas de atendimento e fidelização.  Para o cliente, as vantagens estão na agilidade do pagamento e a facilidade do autoatendimento. Segundo especialistas, o benefício mais evidente - e importante - das compras digitais é o aprimoramento da experiência de compra do consumidor.

Entre as principais tendências de pagamento digital, o relatório do SIS/Sebrae destaca o conceito "zero clique", em que o usuário permite o pagamento recorrente por um produto ou serviço. É muito utilizado por aplicativos como o Spotify; clubes de assinatura online, como o Glambox. Este formato tende a eliminar possíveis atritos no momento em que o cliente finaliza o pedido. As carteiras virtuais (e-wallets), por sua vez, dispensam cartões de crédito, débito, cédulas e moedas. Os dados dos clientes ficam armazenados e não é necessário preencher todos os campos na hora de realizar uma compra - basta manter um saldo de créditos na carteira. Todos os dados colhidos são criptografados, o que dá mais proteção contra fraudes.

Um dos meios mais comuns, que já é utilizado no Brasil e foi desenvolvido especialmente aos pequenos empreendimentos, é o pagamento via smartphone (mobile payment). Para que este tipo de pagamento aconteça, é utilizada a tecnologia Near Field Communication (NFC) ou Comunicação Próxima de Campo, que usa a radiofrequência. A tecnologia permite realizar o pagamento apenas com a aproximação do celular com as maquininhas de cartão.

Aos empreendedores que se interessaram em adotar meios de pagamento digital em seus negócios, o SIS/Sebrae recomenda:

  • Pesquise o perfil de seus clientes antes de definir a ferramenta mais apropriada. Entenda seus hábitos (se, por exemplo, fica confortável para usar essa tecnologia) e o tipo de aparelho que utiliza;
  • As ferramentas de pagamento digital ainda são novidade no mercado brasileiro e por isso é importante ter cautela quanto à segurança do cliente e do negócio. Antes de investir em alguma das ferramentas disponíveis, avalie as características de armazenamento de dados e controle de recebimento;
  • Procure o Sebrae para receber auxílio em relação às novas ferramentas de pagamento digital. Entre em contato pelo telefone 0800 570 0800 ou clique aqui e encontre a unidade mais próxima.

Leia mais

Micropagamentos possibilita cobranças de maneira simples

Três razões para usar o pagamento móvel

Otimize a experiência de pagamentos do seu e-commerce