Captar as informações, organizar, tratar e transformar os dados apurados em subsídios para ações e tomadas de decisões. Este processo, com enfoque na inteligência competitiva, é parte das atividades dos Cientistas de Dados, que são especialistas analíticos treinados e com habilidades para coletar, compilar, analisar e transformar os dados, que são utilizados na otimização de processos e desenvolvimento de novas estratégias. São estes profissionais que atuam no setor de Data Science da Callink, que existe há mais de sete anos e agora ganha um espaço dedicado e exclusivo com a criação do Data Science Lab.

Durante estes anos de atuação, a área que começou como projeto embrionário cresceu e assumiu um papel estratégico para o negócio, gerando entregas eficientes nos projetos onde são implementadas suas soluções, e gerando diferenciais competitivos para o negócio. Como forma de incrementar ainda mais o setor, a Callink decidiu criar o Data Science Lab, o novo espaço desta equipe multidisciplinar, que por meio de conhecimentos específicos em modelagem estatística, programação e negócios, utiliza formas de inovação para extrair dos dados mais conhecimentos uteis que subsidiem as operações e até mesmo a criação de novas soluções. Neste trabalho é possível extrair conhecimentos anteriormente não descobertos nas interações das centrais de atendimento, classificando o potencial dos clientes antes do acionamento e prevendo resultados para iniciar uma campanha, atuando com inteligência, Machine Learning e modelos preditivos. Assim, estes profissionais conseguem prover estratégias operacionais baseadas em dados e gerenciar operações de forma automática por meio de bots que decidem a melhor forma de administrar as centrais de atendimento.

O Data Science Lab funciona junto ao Comand Center, que é uma central de PCP em que são definidas as estratégias de produção junto às operações, sendo que esta integração é considerada um diferencial positivo pelo coordenador do novo laboratório, Juliano Josceli Alves. “Esta proximidade física e de escopo é um ganho que temos com a implantação do Data Science LAB. Essa proximidade com o time que é responsável pela entrega dos resultados de produção e que gerencia as estratégias permite que tenhamos um ambiente mais favorável ao nosso processo criativo, pois vivenciamos as necessidades e problemas do negócio de perto, e podemos desenvolver soluções baseada em dados para nossos clientes que resultem em eficiência dos processos decisórios e alavancagem dos resultados”, explicou o coordenador.

O diretor de estratégias e processos da Callink, Júnior César Rios, explica o motivo da criação do Data Science Lab. “Já temos o time há muitos anos e cada vez mais investimos nesta estratégia, o que nos levou a criar um espaço dedicado para a equipe de cientistas de dados atuar, com estrutura renovada, ampliação do time e ampliação do escopo. Vamos crescer e já temos projetos de novas soluções estratégicas a serem desenvolvidos neste laboratório”, anunciou o diretor.

Para os clientes da Callink, esta ampliação do setor significará um aumento da agilidade nas entregas, com maior capacidade de produção e possibilidade de novas entregas com o escopo ampliado. A equipe trabalha na criação de soluções de text-mining na nova aplicação speech analytics, em uma atuação direta com o time de desenvolvedores do Callink Lab. Este exemplo ilustra a atuação conjunta entre as áreas da empresa, sempre com foco nas melhores estratégias para os clientes.

Mais sobre o assunto

Ecossistema de inovação: é preciso abrir a mente para esta jornada

O custo (e o lucro) da inovação

Callink investe R$ 5 milhões em laboratório de inovação