O Grupo Service fechou 2017 com um crescimento 35% maior que o registrado em 2016. Ao longo do ano, a empresa investiu quase R$ 10 milhões em infraestrutura física, tecnológica e em pessoal. O investimento em 2017 foi 27% maior se comparado com o do ano anterior. A expectativa para 2018 é que o crescimento permaneça na casa dos dois dígitos.

A empresa, pioneira em soluções de atendimento digital, prevendo que a demanda por serviços tradicionais de contact center poderia ter uma queda se antecipou e criou, há cerca de um ano e meio, a Services Digital, primeiro call center 100% digital do país que já representa 28% do faturamento do Grupo.

“Há algum tempo observamos que a transformação digital estava ganhando espaço nas empresas e que era um caminho sem volta pelos benefícios que oferece tanto para as empresas como para seus clientes. O custo humano em um contact center tradicional é de 70%. No 100% digital, ele cai para 35%”, explica o CEO da Services, Jansen Alencar.

O movimento da empresa se mostrou certeiro, já que de acordo com levantamento realizado pela consultoria especializada E-Consulting Corp, os serviços terceirizados de contact center devem registrar uma queda na demanda em todos os serviços tradicionais, mesmo tendo para 2018 uma previsão de alta de 7,5% no faturamento do setor. Em contrapartida, os serviços digitais devem contar com um acréscimo de cerca de R$ 500 milhões neste ano.

Ainda segundo o estudo, a categoria autosserviço e transações digitais deve saltar de R$ 1,92 bilhão em 2017 para R$ 2,42 bilhões em 2018, um crescimento de 26%.

No Grupo Services a automatização começou pela cobrança, responsável por 85% das receitas da empresa, que tem mais de mil robôs atendendo 160 mil clientes por dia pelos canais digitais e outros 120 mil ao dia pelo robô de voz. “A cobrança digital facilita a vida de quem está devedor, elimina os inúmeros telefonemas e possibilita a quem está pretendendo sair do vermelho, fazer toda a negociação na palma da mão – pelo celular ou outro computador -, na hora que quiser, não ficando mais refém dos horários comerciais e das ligações”, diz Alencar.

No ano passado, o Grupo realizou o reposicionamento da marca e passou a oferecer a mesma automatização da cobrança para outras verticais como Corporate, BPO, Customer e Vendas. Mesmo com forte atuação na área digital, a empresa também possui unidades tradicionais em Curitiba, São Paulo e Ponta Grossa, no Paraná e conta com mais de 3,5 mil colaboradores.

A empresa conta hoje, com mais de 18 clientes de diversos segmentos e tem como objetivo aumentar sua carteira em cerca de 30% em 2018, atingindo essas novas verticais de atendimento.

Outras notícias

Tite fala sobre motivação e carreira para clientes do Grupo Services

Grupo Services reposiciona marca e passa a atuar em quatro novas verticais

Services Digital recupera mais de R$ 200 milhões em dívidas