A TIVIT está avaliando possíveis aquisições na América Latina, mais precisamente na Colômbia e Chile, para incrementar seu crescimento e fortalecer seu portfólio na região.

Por enquanto, o único negócio fechado foi a compra da Synapsis do Chile, em 2014. No ano passado, as empresas finalizaram sua unificação e passaram a atuar sob o nome TIVIT no país.

"Sim, estamos buscando aquisições. Além do crescimento orgânico, também estamos buscando crescimento inorgânico na região", comentou André Frederico, diretor de estratégia do grupo, em entrevista a BNamericas.

"Estamos vendo aquisições em países onde já temos uma presença mais forte", concluiu.

A empresa também abriu escritórios no México, Bolívia e Paraguai.

Outras notícias

TIVIT reduz tempo de resposta à ataques DDoS e DNS

Tivit entre as melhores empresas de outsourcing no mundo

TIVIT cria nova empresa com foco exclusivo em BPO