A sexta-feira, 30/6 corria de forma tranquila na nova unidade de Recrutamento e Seleção da Vikstar, localizada na Avenida Frei Serafim, 2053 – Centro de Teresina, onde cerca de 30 pessoas cuidavam de tarefas diárias.

Por volta das 10h30min, o cenário mudou. Nesse momento, uma manifestação contra as Reformas da Previdência e Trabalhistas, encabeçada por diversos Sindicatos, dentre eles o Sintell Piauí, passou em frente ao prédio da Vikstar. Os manifestantes, incitados pelos líderes sindicais passaram a jogar bombas na porta da empresa.

Houve pânico, correria geral e todos os que estavam no prédio, ficaram acuados, com medo da violência. Os manifestantes gritavam palavras de ordem e portavam bolsas com bombas caseiras. Crianças foram usadas para recolher aquelas que não explodiam e entregar nas mãos daqueles que pregavam a violência, jogando-as novamente contra a empresa. Alguns funcionários estão em estado de choque e encontram-se no hospital.

A Vikstar ressalta que, acha lícito o direito de manifestação da opinião de qualquer cidadão, incluindo seus funcionários, mas de forma alguma, apoia a violência praticada no dia de hoje. Atos de vandalismo e crueldade, usando crianças como escudo e arma de propagação do ódio, não condizem com a postura de uma empresa que em cerca de 5 anos de atuação em Teresina, gerou mais de 6mil vagas de emprego.

A companhia reforça ainda sua consciência social perante a comunidade, uma vez que, instalou esta nova unidade de recrutamento e seleção, após pedidos da própria polução, para facilitar o acesso às vagas de emprego. Infelizmente, a mesma foi atacada sem motivos,

Todos os funcionários encaminhados ao hospital estão recebendo ajuda psicológica para sanar possíveis traumas.

Leia mais

Vikstar inicia operações em Votuporanga

Vikstar apoia evento do hospital Santa Marcelina

Colaboradoras da Vikstar doam mechas de cabelo