O Grupo Services realizou um jantar para seus clientes na última sexta-feira (24/11), na Churrascaria Fogo de Chão, em São Paulo.  Na ocasião, a empresa contou com a participação do Técnico da Seleção Brasileira, Tite que falou para mais de 200 pessoas sobre carreira, futebol, tecnologia e como transformar uma equipe em um time vencedor.

Tite começou o bate papo falando como a tecnologia tem favorecido o esporte, trazendo diversos benefícios para atletas de todas as áreas. Por mais de uma hora, Tite respondeu a perguntas feitas pelos participantes do evento, que estavam encantados com a presença do treinador.

Segundo o CEO da Service, Jansen Alencar, o convite para a participação do técnico da seleção brasileira de futebol no evento da empresa se deu pela semelhança entre as histórias das duas equipes. “Há alguns anos, passamos por momentos muito difíceis em que fomos desacreditados no mercado e demos a volta por cima. Com a mesma equipe conseguimos reverter o jogo. Assim como a seleção, quando esteve em sexto lugar nas eliminatórias da Copa do Mundo, praticamente fora da Copa, e sob o comando do Tite deu a volta por cima,” compara.

Tite lembrou que a maior analogia entre o Grupo Services e o futebol está no fato de ter o apoio de determinadas pessoas nos momentos difíceis. “A confiança e a relação de harmonia existente entre empresa e cliente é igual no esporte. Em toda dificuldade que passei sempre tive alguém do meu lado dando força e redirecionando o trabalho. Às vezes a equipe, o diretor que acredita, incentiva e não deixa a gente desistir. A gratidão pela confiança que sempre tiveram é que faz a gente virar o jogo,” ressaltou o treinador.

Entre as diversas perguntas feitas ao técnico, uma delas foi como ele lida com os jogadores da chamada geração Millenium. Tite respondeu que o essencial é lidar com o aspecto humano, respeitar a individualidade, mas dizer sempre a verdade. Além disso, é necessário conhecer as características de cada um, como reagem em cada situação e manter a motivação, estabelecendo harmonia na equipe, respeitando a competência profissional e a conduta dos atletas.

Quando perguntado sobre quais seleções são candidatas ao título mundial no ano que vem, além do Brasil, Tite afirmou que Alemanha, França, Espanha e Bélgica são fortes candidatas ao título. E lamentou a ausência de Itália e Holanda, que não conseguiram se classificar para a Copa.

O treinador ficou muito emocionado quando respondeu qual foi o maior desafio de sua carreira. Quando se esperava que a resposta fizesse referência a alguma passagem por um dos grandes times em que atuou, ele surpreendeu ao afirmar que o seu maior desafio foi levar o Veranópolis ao título de campeão da segunda divisão gaúcha em 1993.

“Achei que não ia dar certo, fiquei desanimado e joguei a toalha, mas todos os jogadores do time me procuraram e disseram que eles tinham aprendido comigo a não desistir e a acreditar e que eu precisava ficar porque o time precisava de mim. Então eu fiquei e deu certo. Foi gratificante,” lembrou.

Outras notícias

Grupo Services reposiciona marca e passa a atuar em quatro novas verticais

Services Digital recupera mais de R$ 200 milhões em dívidas

Services Digital lança cobrança 100% digital